Aniversário dos 106 anos do COdont

Com a participação do Cmt G – Cel PM Nivaldo, Secretaria Ch da CMil – Cel PM Helena, MM Juiz do TJM Dr Clóvis Santinon, Dep Fed Maj Olimpio, Dep Est Cel Camilo, DS – Cel Med PM Roberto, José Carlos Lago – Maj Dent PM – Chefe Interino do Centro Odontológico, autoridades militares e civis, do efetivo do COdont, entidades de classe, convidados, amigos e parceiros, em 29 de setembro de 2017, às 10:00h, no Salão Nobre da Capelania de Santo Expedito ocorreu a solenidade de comemoração dos centésimo sexto aniversário do Centro Odontológico da Polícia Militar do estado de são Paulo.

O Presidente da Associação dos Subtenentes e Sargentos da Polícia Militar, Subten PM Marco Antonio Zanca, o Vice Presidente Irio Trindade de Jesus e o Secretário Geral Luis Fernando Pereira Carneiro prestigiaram o evento.

Breve Histórico:

  • O Centro Odontológico da Polícia Militar do Estado de São Paulo teve sua origem em 19 de dezembro de 1911, através da Lei de Fixação nº 1280, promulgada pelo Dr. Manoel Joaquim de Albuquerque Lins, Presidente do Estado de São Paulo. Esta Lei propunha a reorganização do serviço sanitário da Força Pública do Estado criando o Departamento Odontológico do Hospital Militar.
  • O serviço clínico da Força Pública do Estado ficou a cargo do seguinte pessoal:
  • um corpo médico, composto de um tenente coronel médico, chefe do serviço sanitário, cinco majores médicos e um capitão dentista.
  • um corpo de enfermeiros
  • um corpo farmacêutico e um ajudante
  • Como atribuições do pessoal, conforme as ordens e instruções do secretário da Justiça e da Segurança Pública, coube ao corpo médico prestar serviços profissionais à Força Pública, no hospital, nos quartéis e lugares aonde sua presença fosse necessária.
  • O Dr. Mario Las Casas, nomeado por decreto em 05 de janeiro de 1912 como capitão dentista da Força Pública, foi o primeiro Oficial Dentista do quadro. Desempenhou suas funções:
  • 1- conservar os instrumentos e utensílios necessários à essa arte;
  • 2 – extrair, obturar os dentes e prestar todos os serviços inerentes à sua arte, aos oficiais e praças da Força Pública e
  • 3 – comparecer diariamente ao hospital onde deveria permanecer das 12h às 17 h., sem outros cirurgiões dentistas auxiliares e em um consultório instalado no próprio do Hospital Militar. Esse primitivo serviço de assistência odontológica permaneceu com deficiência de profissionais até 19 de abril de 1916, quando pela necessidade do serviço, foi contratado um cirurgião dentista civil, o Dr Luiz Barros Lopes e em 19 de fevereiro de 1918, outro dentista civil, o Dr. Archibaldo Jordão.
  • Em 30 de abril de 1916 é inaugurado o novo Hospital Militar idealizado pelo Dr Ramos de Azevedo. Dentro de sua estrutura continha o Departamento Odontológico que, coincidentemente, estava fisicamente instalado aonde hoje permanece o atual prédio do Centro Odontológico ( Rua Jorge Miranda, 346 no bairro da Luz).
  • Em 1925 foi estabelecida a hierarquia para os seus profissionais, com a criação da Chefia do Departamento Odontológico, a cargo do Capitão Dentista da Força Pública Dr. Mario Las Casas e tendo como auxiliares o 1º Tenente Dentista da Força Pública Dr Luiz Barros Lopes, o 2º Tenente Dentista da Força Pública Dr. Juventino Pereira, mantido o dentista civil como extra numerário Dr. Archibaldo Jordão, que irá mais tarde receber patente de oficial e dois soldados auxiliares.
  • A Lei nº 2141, de 22 de outubro de 1926, cria a Guarda Civil da Capital que, reorganizada pela Lei nº 2210 de 28 de novembro de 1927, passa a contar com um cirurgião dentista. A função do auxiliar também é criada neste serviço, que passa a contar com um auxiliar, quando da Lei nº 2333, de 26 de dezembro de 1928.
  • Em 01 de janeiro de 1951 passou a chefiar o Departamento Odontológico o Sr. Ten Cel Dent FP Breno Pereira Da Silva, e em 19 de dezembro do mesmo ano foi inaugurada a Policlínica Odontológica, que serviu como sede até 1968.
  • Em 30 de abril de 1968 um enorme passo é dado, pois o Serviço odontológico deixa suas acanhadas instalações ao lado do antigo Hospital Militar, e desloca-se para a sua atual sede, a Rua Jorge Miranda, prédio este com uma área de 2100 metros quadrados, construído dentro dos requisitos determinados pela odontologia da época.

A Lei nº 616, de 17 de dezembro de 1974 (Organização Básica) estabeleceu a constituição e atribuições dos Órgãos de Apoio e também a denominação atual Centro Odontológico da Polícia Militar do Estado de São Paulo, o Decreto nº 7289/75 (Reorganização da Polícia Militar) sua subordinação, e o Decreto nº 7290, de 15 de dezembro de 1975, consta a provação do Regulamento Geral da Polícia Militar, que se estrutura em órgãos de direção, apoio e execução. Dentre os órgãos de direção está a Diretoria de Saúde, a qual se subordina o Centro Odontológico.

  1. a) Hoje conta com um efetivo fixado e existente: 171 policiais militares e 142 existentes.
  2. b) nome do atual comandante: Maj Dent PM José Carlos Lago, chefe interino
  3. c) melhorias realizadas no âmbito da OPM (Instalações física ou reformas significativas);
  • Reforma dos consultórios e equipamentos
  • Aquisição dos elevadores para acesso para pessoas como mobilidade reduzida
  • Adequação das rampas de acesso para pessoas como mobilidade reduzida
  • Total de atendimentos aos policiais militares:
  • 2016: 158.082 atendimentos
  • 2017-até setembro: 138.117 atendimentos.

NOTA ALUSIVA A DATA

SECRETARIA DE ESTADO DOS NEGÓCIOS DA SEGURANÇA PÚBLICA

POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO

DIRETORIA DE SAÚDE

CENTRO ODONTOLÓGICO

SÃO PAULO, 29 DE SETEMBRO DE 2017.

BOLETIM COMEMORATIVO N. º CODONT 002/06/17 ALUSIVO AO 106º ANIVERSÁRIO DO CENTRO ODONTOLÓGICO.

Com muita satisfação e orgulho que presencio a comemoração do 106º aniversário do Centro Odontológico mantendo e ampliando a sua missão, amparado nos alicerces dos nossos ideais e valores, respeitando nossa história e vislumbrando um futuro vinculado às inovações e conquistas.

Destaco a aquisição de aparelhos de ponta e enalteço as várias pesquisas que são produzidas no âmbito acadêmico provenientes do efetivo desta casa, as quais asseguram tomadas de decisão baseadas em fatos e evidências, fornecendo prognóstico seguro e capacidade de liderança.

Na oportunidade, reitero o agradecimento e o apoio ao Comando Geral da PMESP, ao nosso Diretor de Saúde e à Associação Pró-Saúde Policial Militar.

Destaco e agradeço o meu efetivo, que com sua qualificação e desempenho, elevam o nome de nossa Corporação nos atos de atendimento da saúde bucal de nossos Policiais Militares que no dia a dia defendem a sociedade com honra e estão dispostos a oferecer a própria vida para garantir a segurança e a paz de nosso Estado. Podem estar certos que o C Odont está aqui para garantir a tranquilidade e a saúde no trabalho com a população paulista, fornecendo a retaguarda firme na oportunidade do acesso com humanidade e respeito!

José Carlos Lago

Maj Dent PM – Chefe Interino do Centro Odontológico

CENTENÁRIO DO CENTRO ODONTOLÓGICO

A MEDALHA “CENTENÁRIO DO CENTRO ODONTOLÓGICO” foi instituída pelo DECRETO Nº 57.324 de 12 DE SETEMBRO DE 2011 com o objetivo de galardoar as personalidades civis e militares ou instituições públicas e privadas que tenham prestado relevantes serviços ao Centro Odontológico ou, de algum modo, ao Estado de São Paulo e à população paulista, contribuindo, dessa maneira, em prol da saúde do policial militar e para a elevação do nome da Polícia Militar do Estado de São Paulo.

A fim de receber a condecoração das autoridades presentes, solicitamos a se posicionarem em local de destaque, os seguintes agraciados:

 “Polícia Militar: Você pode confiar!”

Leave a Comment