Entidades representativas da PM e servidores na audiência pública contra o PL 920/2017

Durante audiência pública sobre o PL 920/2017, realizado em 26/10/2017 no Plenário principal da Assembleia Legislativa, o Cabo Wilson Morais – Presidente da Coordenadoria das Entidades Representativas dos PMs (CERPM), falou em nome de todas as entidades e defendeu a retirada do Projeto de Lei 920/2017 da pauta da Casa. Se aprovado, o PL garantirá a renegociação da dívida do Estado com a União, mas em contrapartida congelará todos os investimentos no setor público por dois anos.

Presente, o secretário da Fazenda, Hélcio Tokeshi, fez uma breve apresentação das contas e da arrecadação do Estado a fim de justificar os benefícios da aprovação do PL 920 às contas do Estado. “Se não for aprovado, pagaremos mais juros”, afirmou.

A breve apresentação foi muito criticada por todos os presentes e os representantes das categorias cobraram mais transparência nos números apresentados, discussão detalhada com cada categoria e a realização de audiências públicas nas Câmaras Municipais para esclarecer o assunto e consultar a opinião dos servidores antes de ser discutida em Plenário.

Revoltado, em sua fala, Cabo Wilson afirmou que é um desrespeito aos servidores esse Projeto. “Peço à Deus que ilumine o governador do Estado de São Paulo para não fazer essa maldade com os servidores públicos na reta final de seu governo. É o prêmio que ele vai dar aos servidores públicos, aos professores que apanham em sala de aula, aos policiais que morrem quase que todos os dias? Este ano já são 110 policiais militares mortos em razão do serviço, 100% dos servidores públicos devem consignado aos bancos. Por que isso agora? Onde está aquele governador que elogia a saúde, elogia a segurança pública, elogia a educação? E na saída do governo deixa um prêmio desse para todos os servidores? Foi dito pelo líder do governo (Deputado Barros Munhoz), que está há anos no partido do governo, que esse Projeto não tem que prosseguir. Então, a CERPM, com suas 17 entidades, queremos a retirada do Projeto 920”, concluiu.

Antes de sua fala, o deputado estadual Barroz Munhoz, líder do governo na Casa, afirmou que “foi a maior burrice apresentar esse Projeto. O sustentáculo do Estado (os servidores) foi surpreendido. Sou líder do governo, sim, mas não renego o meu passado que sempre respeitou o servidor público”. Munhoz já foi prefeito de Itapira, secretário da Agricultura, ministro da Agricultura, subprefeito de Santo Amaro e Presidente da Assembleia.

A CERPM parabeniza todos os servidores presentes na audiência pública, que mostrou a força e a indignação dos funcionários públicos diante deste Projeto!

A conta não é nossa! Não podemos pagar por isso!

Presidente da ASSPM – Marco Antônio Zanca, Secretário Geral – Pereira, Presidente e Relator do Cons Fiscal – Orlando e Maurício, Presidente e Conselheiros do Cons Deliberativo – Samuel, Constantino, Enos, Tadeu e Cícero, estevam presente a audiência pública.

Leave a Comment