Colégio da PM comemora 40 anos de criação

Criado no final dos anos 70 para filhos de policiais militares, sistema de ensino atende hoje 12 mil alunos

O Colégio da Polícia Militar, vinculado à Associação Cruz Azul, completou nesta terça-feira (20), 40 anos de existência. Hoje, com 12 unidades em todo Estado, conta com dezenas de alunos ilustres, inclusive diversos integrantes da própria corporação.

A escola foi fundada em 20 de fevereiro de 1978, tendo como primeiro diretor o coronel Hermes Bittencourt Cruz. A primeira unidade se encontra na Avenida Cruzeiro do Sul, entre a Escola de Educação Física (EEF) e o Complexo Administrativo “Cel PM Hélio Guaycuru de Carvalho”, ambos da Polícia Militar.

A intenção inicial era prestar um ensino de qualidade para filhos de policiais militares. Hoje, porém, é aberto para a população. “Aqui os preceitos da Polícia Comunitária são aplicados desde cedo. Os jovens aprendem valores como respeito, educação e boa conduta”, elogiou a chefe de gabinete da Secretaria da Segurança Pública, Larissa Riskowsky Bentes.

O lema do Colégio é “saber, honra e disciplina”, princípios já formulados na criação do sistema de ensino da PM paulista e mantidos pela instituição. “Esta é uma formula que dá certo. São 40 anos com mais de 12 mil alunos nas doze unidades, sendo que mais da metade são bolsistas por serem filhos de policiais militares”, destacou o comandante-geral da PM, coronel Nivaldo Restivo.

Além dos que recebem descontos, há 56 estudantes que possuem bolsa integral. “São filhos de policiais que morreram no cumprimento do dever. É um reconhecimento ao trabalho dos pais e a garantia que os jovens terão uma educação sólida e gratuita por conta do Colégio”, explicou o coronel Nivaldo.

O superintendente da Cruz Azul, coronel Júlio Antônio de Freitas Gonçalves, afirmou que pretende abrir mais unidades da escola. “Queremos espalhar o serviço de ensino em todo Estado, para possibilitar maior oferta da educação. De um lado, mantemos a tradição dos nossos valores e a disciplina. De outro, mostramos o avanço e progresso”, ressaltou.

Hoje o Colégio da PM conta com unidades em São Paulo (Centro, Itaquera, Penha, Santo Amaro e Vila Talarico), região metropolitana (Guarulhos, Osasco e Santo André) e no interior (Campinas, São Vicente e Sorocaba).

Entre os ex-alunos, estão os coronéis Marcelo José Rabello Vianna (comandante do CPTran), Joselito Sarmento de Oliveira Junior (comandante da APMSSP), Eliane Nikoluk Schachetti (comandante do CPI-1), Francisco Alves Cangerana Neto (comandante do CPA/M-1), Marcus Vinícius Valério (subchefe do Estado Maior da PM) e Marcelo Miranda de Santana (CPA/M-4). Outra presença notável foi do ex-diretor da escola e hoje vice-presidente do Tribunal de Justiça Militar (TJM/SP), juiz coronel Orlando Eduardo Geraldi.

Presidente da ASSPM, Marco Antônio Zanca e os Diretores de Colônia, Sr Feliciano e do Dpto Feminino, Sra. Marina, se fizeram presentes ao evento.

« 1 de 12 »